Os caminhos das M&Ms

Tailândia (1a parte): Chiang Mai e Sukhothai

Do Laos, voltamos para a Tailandia pelo Norte, em direção de Bangkok, via Chiang Mai e Sukhothai. Chiang Mai está no meio das montanhas ao Norte da Tailandia é uma base agradável para organizar trekking ou passeios motorizados para 0s parques nacionais próximos ou para regiões remotas na fronteira com Myanmar e com o Laos (o Golden Triangle). Já Sukhothai, no Centro do país, acolhe ruinas importantes de quando a cidade foi o centro do primeiro reino Thai, depois da ocupação da civilização Khmer.

0_geral-nord-thailande

Chiang Mai

Chiang Mai, a “rosa do Norte”, é uma cidade antiga e moderna ao mesmo tempo, capital econômica, cultural e turística ao Norte da Tailândia. Muito apreciada pelo seu centro histórico e seus templos coloridos, por suas montanhas ao redor e pelas suas tradições culturais. A região também é famosa pelas atividades esportivas, os trekking passando por pequenos vilarejos de montanha, o rafting, a escalada, a espeleogia, etc. Mas como acabavamos de fazer alguns trekkings e também caiaque em Laos, não fizemos nenhuma dessas atividades, o que talvez deixou a nossa visita a Chiang Mai incompleta (e em consequência não apreciamos Chiang Mai como talvez deveríamos!). Mas faz parte!

1_ChiangMai

Mesmo assim, visitamos e aproveitamos da cidade, dos seus templos, das suas feiras. Alugamos um scooter bem ruim a 100 Bath/dia (ou seja 10 reais) para visitar o templo Wat Phra That Doi Suthep encima da montanha de Chiang Mai, a cerca de 15 km, o scooter realmente teve muita dificuldade para subir e era tão ruim que limitamos a nossa visita a esse templo e deixamos de lado os outros locais que estávamos pensando em visitar naquele dia! Na cidade, experimentamos várias comidinhas, as descobertas culinárias foram sempre interessantes, mesmo que nem sempre bem sucedidas!

2_ChiangMaiComida

Fizemos um curso de cozinha tailandesa extraordinário, que no final provavelmente será a nossa melhor lembrança de Chiang Mai. Nos sentimos verdadeiras chefes de cozinha e com certeza levaremos para casa essas novas receitas, a cozinha thai é muito boa!

5_ChiangMaiCuisine

Mas na verdade, não fizemos muita coisa em Chiang Mai, a não ser descansar e aproveitar por termos encontrado novamente a civilização para cuidar de assuntos administrativos e pessoais, queremos dizer, estar em uma cidade de tamanho médio com equipamentos de qualidade, uma boa wifi, um hospital credenciado pelo governo da Austrália para fazer exames médicos solicitados para o visto, etc. Também aproveitamos para cuidar um pouco de nós mesmas e fazer o que adiávamos já fazia alguns meses, cortar os cabelos (estávamos com medo do resultado, com razão, o corte thai aos nossos cabelos ficou muito ridículo!)

4_ChiangMaiCabelo

Compramos um novo computador para a Malu (com um teclado esquisito com letras thai e com mensagens de erro que a gente não entende!) num centro comercial onde as lojas pareciam com as da rua Sta Efigenia em São Paulo. Pois é, os nossos computadores tem muita dificuldade em agüentar a nossa viagem, e o da Malu já estava fora de serviço há alguns meses.

No final, achamos Chiang Mai agradável mas nada demais, a nossa experiência foi muito longe dos retornos muito positivos que tivemos de outros viajantes. Mas provavelmente foi devido a uma má conjuntura (já estávamos cansadas de ver montanhas e templos, na verdade estávamos cansadas de um modo geral, e tivemos algumas más noticias dos nossos países respectivos).

Sukhothai

Sukhothai, no Centro da Tailandia, foi o primeiro reino Thai independante, e o centro histórico velho, inscrito a Unesco, regrupa um conjunto de ruinas excepcionais, cuja arquitetura é bem peculiar. Pedalar de bicicleta no meio dessas ruinas é muito especial e ficará gravado nas nossas mémorias.

6_Sukhothai

Bangkok

É a terceira vez que passamos em Bangkok sem visitar a cidade!! Bangkok por enquanto apenas nos serviu como conexão de transporte, entre vôos, ônibus, etc. Mas da próxima vez será a certa!

Bom mas pelo menos aproveitamos da vista desde o terraço do hotel (o hotel foi uma dica da Lise, muito obrigada, pois esta vista agradou e muito a nossa pequena parada em Bangkok!). E fizemos também uma visita ao correio central de Bangkok para despachar algumas coisas que estavam começando pesar nas mochilas!

7_Bangkok

Saimos da Tailândia para Myanmar alguns dias antes da festa do Loi Krathong, que é uma grande festa na Tailândia e perdemos, que pena!!

Detalhes práticos e recomandações:

  • Curso de Cozinha Chiang Mai: fizemos o curso de cozinha da escola “Siam Rice Thai Cookery School”, que recomandamos. Fizemos o curso de meio-dia (o da manhã, 700 Bath/pessoa), foi ótimo, adoramos, ótimo equipamento, jardim agradável, e professora simpática (e boa comida, logíco, nós que cozinhamos!). Link: www.siamricethaicookery.com

  • Hotel Chiang Mai: não ficamos neste hotel mas o hotel Lamphu House parecia muito bom, com quartos a partir de 960 Baths/noite na alta temporada sem café da manhã (cerca de R$120, nov/15). Link: http://lamphuhousechiangmai.com/

  • Hotel Sukhothai: Foresto Sukhothai Guesthouse, 800 Bath/noite sem café da manhã (cerca de R$100, nov/15), pousada muito agradável localizada na cidade nova, no meio de um belo jardim e com uma piscina para se refrescar, quando fomos ainda tinham algumas obras rolando e os preços provavelmente aumentarão quando terminarem as obras. Para acessar ao sitio histórico, localizado a uns 15 quilometros da cidade nova, é possível pegar um “ônibus local” (um caminhão-taxi) por 30 Baths/pessoa a ida, e depois alugar uma bicicleta lá (ou para os corajosos, alugar uma bicicleta no hotel e pedalar até o sitio histórico). Link: www.forestosukhothai.com/

  • Hotel Bangkok: River View Guest House, grande variedade de quartos, do dormitório a 300 Baths/pessoa até o quarto com vista para o rio e varanda (1800 Bath/quarto). A nossa dica é escolher um quarto com ar condicionado, porque é muito quente e húmido em Bangkok (pelo menos em novembro) e sofremos bastante sem ar!! A vista do restaurante terraço do hotel é incrível e é o que faz todo o charme do hotel. Bicicletas estão a disposição dos clientes sem pagar nada. O hotel é um pouco dificil de achar, ele fica numa ruazinha pequena onde carro não passa e os últimos 100m devem ser feitos a pé, os taxis não necessariamente conhecem e é melhor ter marcado a localização exata em um mapa! O hotel não fica no bairro turístico principal próximo a rua Th Khao San, mas próximo a uma parada de barco, então se acessa facilmente pelo barco a todos os pontos de interesse. Link: http://www.riverviewbkk.com/

Deixe uma resposta